Home Especialista, generalista ou profissional T?
Post
Cancelar

Especialista, generalista ou profissional T?

Fala galera!

Você se considera um especialista, generalista ou profissional T?

Ao seguir uma carreira, você pode optar em ser um generalista, que possui várias habilidades ou conhecimento em várias áreas e ferramentas, ou um especialista, que foca todo seu conhecimento e habilidade para se tonar especialista em uma área.

Mas e o profissional em T, onde ele se encaixa nessa história? Calma que vamos chegar lá!

Não é de hoje que a discussão sobre ser um profissional generalista ou especialista está em alta. A todo momento o mercado se posiciona de maneira a encontrar o profissional perfeito, especialistas e generalistas são muito diferentes e dividem as vagas no mercado de trabalho.

Seja um profissional que está começando ou que já tenha vários anos de experiência, em algum momento de sua carreira, você irá refletir sobre essa pergunta.

Afinal de contas, estar no mercado de trabalho é estar alinhado ao que o mercado está procurando?

Pois bem, a discussão sobre generalistas ou especialistas nunca chegara a um consenso. É possível encontrar pontos positivos e negativos em ambos os caminhos. O mercado está sempre mudando e hora ou outra, a demanda por cada profissional muda.

E talvez, pela falta de consenso, é que temos agora um novo perfil profissional no mercado. O profissional T.

Antes de mais nada, vamos entender uma pouco de cada perfil e voltamos a pergunta de um milhão de dólares!

Especialista

Pontos positivos:

  • Maiores salários: não é uma regra, mas sem dúvidas este é o principal motivo para a escolha deste caminho. Especializar em algo leva tempo, logo, a tendencia são salários maiores.
  • Liderança: um especialista tem maiores chances de se tornar um líder de equipe.

Pontos negativos:

  • Inflexibilidade: uma vez que você concentra todos os esforços em uma única área ou ferramenta, diminui a possibilidade de encontrar vagas fora deste nicho.
  • Obsoleto: um especialista corre sérios riscos de se tornar obsoleto, uma vez que dia após dia temos novas ferramentas, linguagens e mudanças no modo de trabalho.

Generalista

Um generalista é um profissional que conhece de tudo um pouco, tem habilidades e interesse em várias áreas. Um generalista também pode se tornar um líder, mas tendem a atuar em áreas com atuação mais ampla.

Pontos positivos:

  • Amplitude: é comum um generalista, ter conhecimentos além da área técnica, com um conhecimento mais amplo, desta forma pode colaborar em outras áreas e ajudar a empresa como um todo.
  • Flexibilidade: com uma visão mais ampla em diferentes assuntos os generalistas tendem a ter mais oportunidades na carreira.
  • Habilidades transferíveis: com uma ampla variedade de conhecimento, suas habilidades também são mais transferíveis.

Pontos negativos:

  • Instabilidade: substituir um generalista pode ser mais fácil do que encontrar um especialista, devido a suas habilidades não serem tão únicas.
  • Aprovação: uma vez atuando em várias frentes, um generalista tem mais dificuldade em provar seu potencial.

T-Shaped

O profissional T, é a junção das habilidades do eixo vertical correspondente ao nível de experiencia em uma determinada área (especialista), e do eixo horizontal correspondente ao conhecimento e habilidades em várias disciplinas (generalista).

O mercado espera que o profissional T se mantenha especialista em uma determinada área ou ferramenta, mas também tenha interesses em desenvolver novas habilidades a fim de contribuir em outras áreas.

Com a forte adoção em modelos ágeis e equipes multidisciplinares o profissional que tem um perfil T é um ativo valioso para as empresas.

Qual é a melhor opção? Existe realmente uma melhor que a outra? Essa é uma pergunta difícil de responder.

Seja qual for o caminho escolhido, ele terá pontos positivos e negativos.

Na minha opinião, se você está começando agora, creio que seja mais produtivo adotar uma postura mais generalista, isso lhe dará a oportunidade de navegar em várias disciplinas e descobrir qual será sua maior afinidade.

Mas lembre-se, ser um especialista leva tempo, é muito importante que você tenha em mente qual será a área/ferramenta que irá investir tempo e dedicação.

Acredito que a vida seja cíclica, dificilmente nos manteremos em um único caminho, seja na vida pessoal ou profissional.

O modelo em T vem justamente para equilibrar a balança. Desta forma, creio que a grande questão não é saber qual é a melhor escolha, mas sim, em qual momento adotar uma postura especialista ou generalista.

A dica é: não se prenda à um modelo pré-definido, fazer um exercício de autocrítica e definir seu próprio plano de carreira é, sem dúvida, a melhor opção.

À medida que nos aproximamos do domínio de uma determinada área ou ferramenta, o tempo investido nessa especialidade ganha menos retorno. É normal, mesmo que já com uma certa senioridade, você tenha a necessidade em se tornar um generalista mais uma vez.

Essa mudança pode trazer novos desafios e oportunidades. Tenha sempre em mente, que o mais importante é a melhoria contínua.

Espero que gostem!

Forte abraço.

Este post está licenciado sob CC BY 4.0 e pelo autor.

Kindle e livros digitais, um caminho sem volta

[Exam-Prep] AZ-500 Azure Security Engineer Associate